Header Ads

Formula Negocio Online

SAP quer formar mais de 2 mil profissionais ao ano no Brasil

Se atualmente o Brasil é o terceiro maior mercado para a SAP no mundo, por outro lado, ele representa um dos países nos quais a empresa enfrenta um grande desafio: ter mão de obra qualificada para atender à demanda dos clientes e dos canais da companhia. No último levantamento, realizado em 2010, a fabricante estimou que, em três anos, seria preciso capacitar de 5 mil a 6 mil novos profissionais.
“Até 2012, teremos de preparar 2 mil profissionais por ano, mas acreditamos que essa demanda pode ser ainda maior”, afirma Martha Gonzales, vice-presidente de educação da SAP na América Latina. Segundo ela, a empresa está elaborando um novo levantamento para definir quantos consultores e analistas serão necessários para suprir as necessidades atuais do mercado brasileiro. “Toda a América Latina e os países emergentes enfrentam esse problema, mas no Brasil essa questão é mais importante”, acrescenta.

Ainda de acordo com Martha, além de demandar um número maior de profissionais SAP, o mercado brasileiro se difere do restante da América Latina pelo perfil exigido. “As empresas querem que as pessoas tenham conhecimentos além do ERP (sistema de gestão empresarial)”, explica a executiva. Ela ressalta que entre as competências exigidas no Brasil estão o conhecimento de atividades específicas de negócio, além de domínio de tecnologias de análise de dados e gestão de processos.

Quanto às atividades desenvolvidas pela SAP para capacitar a mão de obra no Brasil, Martha conta que, atualmente, a empresa atua em quatro principais atividades. A primeira delas é o estabelecimento de parcerias com instituições de ensino que oferecem certificações, com o intuito de capacitar profissionais independentes e recém-formados nas universidades. Outra frente é investir na formação complementar de pessoas já certificadas SAP. “Identificamos áreas de crescimento estratégico – como mobilidade, análise de negócios, entre outras – e trabalhamos com os parceiros para capacitar recursos para atender às demandas específicas desses mercados”, detalha a vice-presidente.

Ainda na área de capacitação de profissionais, a executiva explica que a SAP atua em mais duas ações: trabalhar com universidades para inserir as soluções da companhia no currículo acadêmico e formar profissionais para atuar com a linha de sistemas de gestão empresarial voltados a médias empresas, a Business All-in-one.

Além disso, Martha destaca que a SAP tem trabalhado para expandir a oferta de cursos a distância. “Em 2010, só 20% das certificações tiradas no Brasil usaram e-learning”, conta a executiva. Ela acredita que o índice, abaixo da média mundial, está relacionado à própria cultura de ensino do País. “As pessoas ainda têm a visão de que só conseguem aprender em sala de aula”, explica.

Atualmente, segundo a consultoria em recrutamento de executivos Hays, os consultores SAP estão entre os profissionais mais demandados no mercado brasileiro.

* A jornalista viajou para o evento mundial da SAP, que acontece nesta semana em Orlando (Estados Unidos), a convite da SAP Brasil


Por Tatiana Americano
olhardigital.uol.com.br
Tecnologia do Blogger.