Header Ads

Formula Negocio Online

Quanto estão valendo cartões roubados?


Um novo projeto de segurança monitora em tempo real o preço de dados roubados de cartões de crédito e vendidos em fóruns clandestinos - o que pode revelar em algum momento uma tendência emergente desse tipo de cibercrime.

A companhia por trás da ideia, a CloudeyeZ, está publicando os dados que coletou, chamados de "Underground Activity Index" (algo como Índice de Atividade no Submundo, em tradução livre) diariamente em seu website, segundo Dan Clements, fundador da página. A empresa oferece uma porção de serviços voltados a encontrar dados roubados e combiná-los com a organização que foi violada.

O projeto, o qual é administrado pelo membro da equipe CloudeyeZ, Nikolay Danev, da Bulgária, é uma abordagem totalmente nova. Embora importantes fornecedores de segurança tenham publicado periodicamente informações sobre a quantidade de dados roubados de cartões de crédito, essas informações não são divulgadas em tempo real.

"Nós nunca pensamos realmente que traríamos a inteligência para fora e a colocaríamos em algum local que você pudesse ver", disse Clement. A CloudeyeZ, com sede na Califórnia, está coletando dados por meio de bots, ou programas automatizados que pode identificar e salvar dados de sete dos principais fóruns em língua inglesa.

As URLs dos sites não estão incluídas nos dados publicados. Os fóruns são tipicamente protegidos por senhas, com adesão estritamente limitada a participantes selecionados, no entanto agências e pesquisadores em segurança conseguiram se infiltrar nos fóruns.

Crackers se especializam em roubar dados de cartões e depois vendê-los em fóruns para fraudadores, que tentam comprar produtos online ou criar falsos cartões na tentativa de roubar dinheiro.

A CloudeyeZ está monitorando mais de 300 mil conjuntos com detalhes de cartões - em sua maioria provenientes dos Estados Unidos, incluindo Visa, MasterCard, Discovery e American Express. Cartões Visa parecem ser os mais populares. A empresa atribuiu isso ao gigantesco número de Visas em circulação, o que também fez os cartões mais baratos - cerca de 2 dólares cada.

O projeto está funcionando há apenas 3 semanas, então ainda é muito cedo para falar sobre tendências. Mas a CloudeyeZ espera que o monitoramento revele fatores que influenciam preços, disse Clement.

Fonte: idgnow
Tecnologia do Blogger.