Header Ads

Formula Negocio Online

Interior de São Paulo terá 9º digito em agosto

Interior de São Paulo terá 9 digito nos celulares
A partir de 25 de agosto, celulares no interior de São Paulo das áreas 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 terão o acréscimo do nono dígito, conforme determinação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A medida já foi implementada no código 11 (São Paulo) em julho de 2012.

Com a mudança, o dígito 9 (nove) será acrescentado à esquerda dos atuais números de celular, que passarão a ter o seguinte formato: 9xxxx-xxxx. Independentemente do local de origem da chamada, no momento da discagem, o nono dígito deverá ser incluído por todos os usuários de telefone fixo e móvel que ligarem para celulares nesses DDDs. 



Haverá um período de transição na inclusão do nono dígito, em que as ligações feitas com oito números ainda serão completadas, para adaptação das redes e dos usuários.

Gradualmente ocorrerão interceptações das chamadas e os usuários serão orientados sobre a nova forma de discagem. Depois de cem dias da mudança, as chamadas feitas com oito dígitos não serão mais completadas. As mensagens SMS e MMS também não serão enviadas se forem usados apenas os oito dígitos.

O acréscimo do nono dígito é obrigatório e vai atingir todos os usuários de telefonia celular das operadoras Claro, Vivo, TIM e Oi. Usuários de telefonia via rádio (da operadora Nextel) não serão atingidos. Telefones residenciais também continuam com oito dígitos.

Uso do nono dígito se estenderá para todos os celulares do Brasil

A Anatel garante que todos os telefones móveis do Brasil terão o nono dígito até dezembro de 2016. Ainda neste ano, no dia 27 de outubro, o nono dígito será incluído nos celulares das áreas 21, 22 e 24 (Estado do Rio de Janeiro) e 27 e 28 (Estado do Espírito Santo).

Em julho de 2012, o nono dígito foi implementado na Grande São Paulo. As mudanças foram necessárias porque o número de linhas telefônicas na região estava chegando perto do limite de combinações possíveis com oito dígitos. Sem a implementação do número nove, o limite de linhas era de 44 milhões. Com o nono dígito, passou a ser de 90 milhões.

Trabalho "manual"

Para quem tem celular básico, a adição do dígito nove nos telefones celulares trará trabalho na edição dos contatos na agenda telefônica. Quem tem 150 contatos, por exemplo, pode demorar cerca de 30 segundos para atualizar cada número. Então, no total, a pessoa chega a gastar por volta de uma hora e quinze minutos para adicionar o número em todos os contatos.

Esse trabalho poderá ser poupado se a pessoa tiver um smartphone - na ocasião da mudança na Grande São Paulo, aplicativos que incluem automaticamente o nono dígito foram lançados.


Artigos relacionados:




Tecnologia do Blogger.